Novas do Gil
Pesquisa

GUIMARÃES MAIS VERDE
Por Conceição Páscoa (Professora), em 2020/06/0943 leram | 0 comentários | 4 gostam
Guimarães mais verde é o título e a tónica da eco revista da Câmara Municipal vimaranense, que acompanha a Estrutura de Missão pra o Desenvolvimento Sustentável - Guimarães 2030.
Nesta 13ª. edição, datada de Junho de 2020, sob o título genérico de capa “Guimarães reforça a aposta no património natural”, uma nota introdutória sintetiza o seu conteúdo e os seus propósitos:
“A edição deste mês da Eco Revista Guimarães mais verde surge num momento em que vivemos tempos incertos, com a pandemia à escala global, que obrigou milhares de vimaranenses ao confinamento generalizado.
Apesar do momento vivido, isso não impediu que muitos projetos continuassem a dar os seus passos de forma a contribuírem para o desenvolvimento sustentável do concelho.
O Plano de Ação 2020-2021 já está em marcha, bem como diversos projetos que intentam a promoção da biodiversidade e a melhoria dos nossos recursos hídricos. São os casos dos projetos “Ave para Todos”, o “Lagoas e Charcas do Rio Ave” ou as novas Rotas da Biodiversidade de Guimarães.
Mas atenção, estes são apenas alguns exemplos, porque há muito mais para lhe contar”.

De facto, a revista alude ainda o “City Nature Challenge, que levou a fotografar 150 espécies da fauna e flora local, aborda a readaptação do Programa Pegadas para levar a educação ambiental aos alunos, bem como dá conta de várias eco notícias, entre as quais a campanha para redução do plástico no Mercado Municipal.
Porém, ao longo das suas 17 páginas, a revista apresenta ainda um artigo de opinião do Presidente da Câmara, Domingos Bragança, intitulado “Que mundo queremos para o futuro”, bem como um texto de atualidade sobre o Covid-19 e várias outras informações ecológicas.

Refira-se ainda e especifique-se que o Plano de Ação 2020-2021, que engloba 10 grupos de trabalhos multidisciplinares, irá tratar 19 temas relacionados com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), ao longo destes próximos dois anos.
Quanto às novas Rotas da Biodiversidade, estas centrar-se-ão na encosta da Montanha da Penha e no Monte Latito, no Parque da Colina Sagrada, e serão certamente caminhos a explorar num futuro próximo.

A revista é distribuída gratuitamente e está disponível online.
Boa leitura …

Texto de Álvaro Nunes


Comentários

Escreva o seu Comentário
 




Top Artigos: Amor de Mãe