Novas do Gil
Pesquisa

Efemérides vimaranenses
Por António Lourenço (Professor), em 2018/09/2616 leram | 0 comentários | 2 gostam
A História de Guimarães está mais do que qualquer outra na História de Portugal. Mas, Guimarães é também terra histórica de muitas outras histórias e estórias, feitas de datas e acontecimentos marcantes. Aqui ficam algumas.
8 DE SETEMBRO
Foi inaugurada na Penha, no ano de 1893, a estátua ao papa Pio IX, de autoria de Pedro Afonso Pequito.
Uma escultura com 125 anos e cerca de 4.800 quilos, que chegaria à cidade em 22 de maio, puxado por 10 juntas de bois, cuja execução foi dirigida por Germano José Sales e Filhos, nas suas fábricas em Lisboa, a partir de um monólito de cerca de 10 toneladas.
Um monumento cuja concretização duraria mais de uma década, desde o lançamento da sua primeira pedra, em Junho de 1882, altura em que se organizaria uma peregrinação acompanhada com banda marcial e o canto de hino alusivo:
“Glória a Pio IX, glória!
Em duradouro padrão,
Seja esta folha da história
Escrita por nossa mão!

Com efeito, só em 28 de setembro de 1884 sairia o cortejo com o carregamento de pedra para o pedestal da estátua, transportada em 60 carros embandeirados, que apenas seria montada em setembro de 1893.
Por sua vez, a estátua seria transportada para a Penha por 35 juntas de bois, apenas em 23 de agosto, no decurso de uma viagem atribulada, devido a um incidente ocorrido.

Recorde-se que Pio IX, ou seja, Giovanni Mastai-Ferretti (1792-1878)., nascido a 13 de maio, ficaria conhecido como um papa que severamente condenou as ideologias e o liberalismo religioso.

22 DE SETEMBRO
Vinte e dois jogadores formam duas equipas de futebol, um número capicua, que na cidade se recorda como data histórica, em 22 de setembro de 1922. Sabes porquê?
Claro, corresponde à data oficial da fundação do Vitória Sport Clube, que coincide com a filiação da coletividade na Associação de Futebol Braga, exatamente no primeiro ano do seu funcionamento.
Ao que consta, tudo teria começado nas tertúlias da Chapelaria Macedo, estabelecimento comercial situado na altura no Toural, no edifício atualmente ocupado pelo Café Milenário.
O jornal Ecos de Guimarães, datado de 17 de dezembro de 1922, anuncia um desses jogos iniciais:
“Realiza-se hoje, pelas 14 horas, no campo da Atouguia, um “match” entre o “Victoria Sport Club de Guimarães” e o “Maçarico Sport Club da Povoa de Varzim” que segundo se diz promete ser interessante”.

Porém, sabe-se que desde 1913 um grupo de jovens estudantes teria constituído um Grupo de Foot-Ball Vimaranense, ao qual em 1918 dariam o nome Vitória.

Quanto ao emblema do Vitória, foi criado pelo capitão Mário Cardoso, que foi também presidente da Sociedade Martins Sarmento. Com Afonso Henriques, e em forma de escudo, tal como a forma do castelo visto de cima, o emblema é todo preto no branco! As cores indicativas de que o clube seria de todos sem distinção, discriminação de raças ou estatuto social. Tudo preto no branco, ou seja, tudo muito claro e que não deixa dúvidas …

Álvaro Nunes

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário