Novas do Gil
Pesquisa

VÊM AÍ AS FÉRIAS
Por António Lourenço (Professor), em 2018/06/1238 leram | 0 comentários | 6 gostam
Com as férias estivais em curso, para além da praia, piscina, leituras e/ou outras saídas, são várias as sugestões de atividades que a cidade oferece neste período, em vários domínios. Aqui ficam algumas:
1. Férias Desportivas
No âmbito do desporto, o programa Férias Desportivas de Verão, organizado pela Tempo Livre, com apoio institucional do Município de Guimarães, oferece semanalmente, entre 25 de junho a 7 de setembro, um vasto leque de atividades cujo público-alvo compreende crianças e jovens entre os 5 aos 14 anos de idade.
Deste modo, para além de algumas atividades pedagógicas/culturais centradas nos jogos de palavras e de cooperação, bem como o visionamento de filmes e pintura, entre outras, o desporto será o cerne da iniciativa, focada no futsal, basquetebol, voleibol e andebol, a que se acrescentará o badmington, gira-volei e os jogos tradicionais. Igualmente, decorrerão ações de natação, atletismo e basebol, assim como dança, bowling e equitação, entre outras.
As inscrições presenciais, limitadas em cada semana, têm lugar no Multiusos de Guimarães, local onde decorrerão a maioria das atividades entre as 9 e as 18 horas, nas quais será incluído o almoço. O seu custo será de cerca de 40 euros semanais, embora se encontrem previstas algumas situações concretas de descontos.

2. Verão no Campus
Destinada a alunos do 9º. ao 12º. ano, a iniciativa “Verão no Campus”, a decorrer entre 23 e 27 de julho, é uma iniciativa de promoção da cultura, ciência, artes e letras, que terá lugar nos polos de Guimarães e Braga da Universidade do Minho, instituição promotora desta 11ª. edição do evento.
A iniciativa, vocacionada para a orientação dos alunos quanto às suas escolhas futuras no ensino superior, conta com 25 atividades propostas que variam entre a arquitetura, as ciências, o direito, as ciências sociais e a economia e gestão, mas também as ciências da saúde, a educação, a engenharia, as letras e ciências humanas ou a psicologia, entre outras.
Assim, no âmbito das cerca de 400 vagas disponíveis, são abrangidas atividades tão diversas como oficinas (artes visuais, design e morfologia), espaços de desenho e imaginação, café teatro, visitas (Escola de Direito e laboratórios biomédicos), escola de rádio e até uma mini-maratona de tradução especializada. As atividades centram-se ainda na Biomedicina, investigação em biologia vegetal aplicada e no setor agroalimentar, matemática, estatística e computação, GPS (Geografia Plena de Surpresas!), biotecnologia e bioengenharia industrial, computação sem fronteiras, e engenharia e novos materiais. Porém, a oferta estende-se ainda aos sensores e recolhedores de energia, às baterias recarregáveis de ião-lítio, ou a experiências como a Expedição a 2030, Ser cientista na Psicologia, Química Sob Investigação (QSI), entre outras.
Refira-se ainda que as inscrições já se encontram abertas e que os participantes serão acompanhados por professores, investigadores e alunos da Universidade do Minho no decurso das atividades, tendo assim oportunidade de descobrir as particularidades das diferentes áreas do conhecimento.



3. Campo de Férias de Verão DAVINCI 2018

Outra proposta de férias em movimento poderá passar pelo Campo de Férias de Verão, organizado pelo Ginásio DAVINCI de Guimarães, que irá decorrer ao longo de 6 semanas, entre 18 de Junho e 27 de julho.
A iniciativa, que abarca 6 semanas temáticas diferenciadas, inclui múltiplas atividades de índole desportiva, cultural e recreativa, como oficinas, workshops variados, roteiros históricos, piscina, jogos tradicionais e atividades físicas e psicomotoras e ainda as habituais sessões de Leitura Assistida por Animais e as divertidas AquaParty no DAVINCI, a Festa Final do Ano e a Pijama Party.
Paralelamente, encontram-se ainda previstas 5 visitas e/ou passeios que constituem 5 aventuras interessantes: ao Parque Aquático de Amarante e seus splash’s; ao Parque Aventura Lipor, em Valongo (Ermesinde), que além de desportos radicais abordará a alimentação saudável e o respeito pelo ambiente, propiciando uma visita ao seu Centro de Reciclagem; ao Rates Park, em S. Pedro de Rates (Póvoa de Varzim), que disponibilizará diversas atividades lúdico-desportivas; ao Onda Magna SurfSchool (Esposende), que além da introdução às técnicas de surf e exploração de trilhos da natureza, nas margens do rio Cávado, facultará momentos de observação da fauna e flora local; e à Magikland (Penafiel), parque de diversões com 6 áreas temáticas, que, entre outros, vão desde o assalto à piscina do Lago do Galeão até ao refúgio dos piratas.
As inscrições encontram-se já abertas para crianças e jovens entre os 6 e os 14 anos e custam diariamente 16 euros e/ou cerca de 65 euros semanais para participantes externos, a que são acrescidos custos adicionais para as 5 visitas aludidas e 5 euros diários para almoço.

4. Outras sugestões
As visitas aos museus, monumentos, espaços lúdicos vimaranenses e algumas exposições apresentadas, são outras atividades que se recomendam, além da participação nas festas dos santos populares, na Feira Afonsina (21 a 24 de junho) e posteriormente nas Festas Gualterianas. E, claro, a assistência ao Mundial de Futebol de 2018, na Rússia, a apoiar o nosso Portugal!
Quanto a exposições, por exemplo, a exposição temporária “Pergunta ao Tempo”, patente ao público até 30 de setembro na Casa da Memória, merece uma deslocação. Trata-se de uma amostra sobre o património cultural local, desenvolvido pelas crianças do 4º. ano, referente aos 14 agrupamentos escolares do concelho de Guimarães, que reflete sobre a memória e as formas como a representamos.
Ademais e ainda no âmbito da Educação e Mediação Cultural da Casa da Memória várias outras oficinas de férias se recomendam. Entre outras, as oficinas de criação artística “Cartografia Imaginária” de 25 a 29 de junho, “Tempo Suspenso” (2 a 6 de julho), no âmbito do teatro ou “Estranhofone” relativa à construção sonora, a decorrer entre 9 e 13 de julho.
Outras alternativas poderão ser as Visitas Guiadas, que proporcionarão visitas conjuntas ao Centro Cultural Vila Flor, CIAJ (que inaugura o 2º. ciclo expositivo de 2018) e Casa da Memória, assim como algumas das oficinas criativas disponibilizadas por estas instituições.

Em súmula não falta oferta, pelo que se espera a devida procura …

Texto escrito por
Álvaro Nunes


Comentários

Escreva o seu Comentário