Novas do Gil
Pesquisa

SAIU O NÚMERO 3 DO BAIRRO AFONSINO
Por António Lourenço (Professor), em 2018/04/3035 leram | 0 comentários | 7 gostam
Já se encontra nas bancas o terceiro número da revista infanto-juvenil “Bairro Afonsino”, publicação bimestral dos meses de abril/maio, cuja capa ostenta os seus principais super-heróis criativos, a fingir serem pessoas normais.
Nesta edição, os leitores podem contar com artigos diversos, como o da bióloga Alexandra Fernandes sobre a temática do consumo sustentável e da pegada ecológica, bem como sobre o manganésio, um metal nascido num dia de chuva, na Suécia, em 1774, que nos é apresentado pela engenheira química Bárbara Barreto. Igualmente, regressa o tema do bullying, com a parte III do “Ato de Valentão”, pela psicóloga Fátima Saraiva.
Em registo mais divertido temos notícias sobre a “Noite Branca em Guimarães, para crianças”, “fake-new” sob a assinatura de Paulo de Jesus, que também subscreve mais uma história sobre “Os 3 Porquinhos Investidores”. Estórias que prosseguem sob a pena do professor Álvaro Nunes, com a rubrica “Expressões com História” e uma nova versão da “História da Carochinha”, parcialmente contada com vocábulos do falar popular vimaranense; e ainda “Era uma vez …” de Ana Luísa Mota, que nos desafia a dar uma ajudazinha na resolução desta história.
Por seu turno, e ludicamente, “Cenas Fixes de Matemática” apresenta-nos curiosidades e desafios matemáticos de dar a volta ao “miolo”, enquanto “Gargalhotas e Etc” nos diverte com algumas piadas secas.
A reportagem e flash criativo sobre a visita do Bairro Afonsino à FNAC, a apresentação da organização secreta de combate ao crime “Os Vingadores do Bairro” ou “Vingadores Afonsinos” por Tiago Reis e as páginas em inglês alusivas a Saint George, completam a parte mais informativa, na qual também se integra ainda uma entrevista a Primus, o novo habitante do Bairro Afonsino.
O convite à escrita subordinado ao tema “Podes falar de tudo e do nada” e a oferta de uma folha em branco para desenhar, riscar e escrever, são outras propostas de trabalho a ter em conta, pois só não vale ignorar…

Texto escrito por
Álvaro Nunes

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário